Notícia

Cidades do Norte e do Sul do ES recebem projetos de todos os perfis

Construtoras estão de olho em características vantajosas que o interior oferece

Aldeia Imperial, da Morar, em Colatina
Aldeia Imperial, da Morar, em Colatina
Foto: Divulgação

A expectativa de retomada no crescimento do setor imobiliário tem feito as empresas do ramo olharem com carinho para oportunidades que se abrem no interior do Estado. Cidades de Norte a Sul do Estado têm recebido investimentos públicos e abertura de novas empresas, e as construtoras estão de olho também em características vantajosas que o interior oferece.

Segundo o diretor da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), Alexandre Schubert, antes da crise econômica, as cidades do interior tinham começado a ser prospectadas pelas construtoras. Agora, elas estão revisitando esses projetos.

“A expectativa é que esses projetos comecem a se tornar realidade no próximo ano. Apesar de os imóveis de perfil econômico ainda serem maioria, tem crescido a oferta de alto padrão. E estão previstos negócios de outras tipologias, como loteamentos e salas comerciais”, diz Schubert.

Segundo o presidente da construtora Morar, Rodrigo Almeida, essas cidades têm áreas disponíveis que permitem empreendimentos horizontais. “Existe uma demanda por produtos diferenciados, principalmente casas de alto padrão. Em Colatina, temos o Aldeia Imperial, que terá sua segunda fase lançada em 2019.”

Leia também

Para Erik Lorenzon, diretor de marketing da Lorenge, que iniciou suas operações em Cachoeiro de Itapemirim, com o Manhattan Residence, a presença desses empreendimentos ajuda a movimentar a cadeia produtiva dos municípios.

“Um empreendimento desse porte faz a economia do município girar mesmo após a sua entrega. Agora entram em cena os arquitetos de interiores, marceneiros, lojas de móveis, de decoração, e muito mais.”

EMPREENDIMENTOS

Em Cachoeiro, o Manhattan Residence conta com 151 apartamentos de três e quatro quartos (de 98m² a 314m²), com até três suítes e acabamento de alto padrão, e área de lazer completa com mais de 3 mil m². A partir de R$ 445 mil.

Ainda na região, a Proeng entregou as 84 unidades de dois e três quartos do Residencial Hugo Amorim. O lazer conta com área privativa de 1.500 m² com duas antecâmaras, jardim, galeria de artes, área gourmet, espaço para mães, brinquedoteca, fitness, e outros.

Em Colatina, o Aldeia Imperial Condomínio Clube, de casas de luxo da Morar, possui lazer completo com mais de 4 mil metros quadrados, piscinas, churrasqueira, campinho, entre outro. As unidades são casas duplex de quatro quartos e até quatro suítes, com até quatro vagas de garagem, a partir de R$ 699.900.

LOTEAMENTOS

A Soma Urbanismo está investindo em loteamentos no Norte. Em São Mateus, a empresa realiza as obras do Residencial Jacuí II (a partir de R$ 75 mil). Já o Soma Verano, em Guriri, está pronto para construir (a partir de R$ 78 mil). Em Jaguaré, está pronto o Residencial Riviera II (a partir de R$ 35 mil).

A Cristal prepara o loteamento Morada do Lago, em Linhares, com 1.326 terrenos em uma área de 602 mil m². A partir de R$ 65 mil.

 

 

Ver comentários