Notícia

Tampas para ralos de piscina garantem diversão sem acidentes

É necessário proteger os banhistas da sucção dos ralos, usando tampas ou fazendo adaptações

Foto: Freepik

Com a chegada do verão, as piscinas se tornam a área mais concorrida dos condomínios. Para que este momento de lazer não vá literalmente por água abaixo por um acidente, devem ser tomadas medidas preventivas de segurança. É bem ali, submerso, que se encontra um dos grandes vilões da diversão: os ralos.

Também conhecidos como drenos de fundo, eles têm a função de fazer com que a água das piscinas chegue até o sistema de filtração, mas podem sugar cabelo, roupa e até prender partes do corpo dos banhistas, principalmente crianças.

Leia também

Alguns novos dispositivos passaram a ser adotados nas saídas de água para evitar os acidentes, como tampas antiturbilhão - que quebram os redemoinhos formados durante a sucção - e anti-hair, que evitam que cabelos ou cordões fiquem presos em sua grade de proteção. Em piscinas residenciais antigas, feitas com apenas um dreno, a presença das tampas é imprescindível.

São comercializados tampas de dois tamanhos, de 15x15cm, para piscinas residenciais de pequeno e médio porte, e que custam, em média, pouco mais de R$ 100. Já as de tamanho 30x30cm, utilizadas em piscinas de grande porte, como clubes e locais de competições, são encontradas à venda por cerca de R$ 350.

“É importante usar materiais ultrarresistentes à corrosão e a produtos químicos, devido à presença do cloro na água. Mesmo assim, é recomendado trocar a parte superior de plástico a cada três anos, por ser um material menos resistente, propenso ao ressecamento e perda de função”, orienta o consultor de vendas da Vila Piscina, Cleio Erlacher

NOVAS PISCINAS

De acordo com a norma recentemente editada pela ABNT (NBR 10339), todas as piscinas – inclusive as de fibra - construídas a partir deste ano têm que possuir, por segurança, no mínimo dois ralos de fundo.

“Quando a velocidade de sucção é elevada, o ralo se torna perigoso. Ao dividir essa velocidade entre várias saídas, a pressão torna-se menor, reduzindo o risco”, explica Cleio, que orienta aos futuros compradores de imóveis notarem se a norma está sendo seguida durante as obras das piscinas.

LIGUE-SE 

NOVA REGRA

Todas as piscinas construídas a partir deste ano têm que ter, no mínimo, dois ralos de sucção.

SOLUÇÃO

É importante o uso de tampas antiturbilhão e anti-aprisionamento de cabelos nas piscinas de apenas um ralo.

DICA

Evite entrar na água usando bijuterias ou cabelos soltos.

ATENÇÃO

Ao perceber que a bomba de sucção foi acionada, não fique perto dos ralos.

 

 

Ver comentários