Notícia

Pensando em valorizar seu imóvel? Pode ser a hora de fazer uma reforma

Trocar revestimentos e refazer instalações e fachada valoriza o imóvel em até 20%

Use materiais de qualidade; falhas podem criar efeito inverso e desvalorizar o
Use materiais de qualidade; falhas podem criar efeito inverso e desvalorizar o
Foto: freepik

Se o imóvel está à venda há algum tempo, a localização é boa e o espaço também, mas até agora ninguém se interessou ou quer pagar menos do que esperava, talvez seja hora de investir em uma reforma.

Especialistas afirmam que, com algumas melhorias, é possível valorizar em até 20% um imóvel. Troca de revestimentos, pintura, recuperação das instalações elétricas e hidráulicas e até mesmo a modernização da fachada são algumas das medidas que melhoram o aspecto do apartamento ou casa e enchem os olhos do futuro comprador.

Leia também

Especializado em reformas e no chamado retrofit – que é a modernização de imóveis externa e internamente –, o proprietário da Lattufe Engenharia, Rogério de Queiroz Lattufe, explica que, principalmente em prédios mais antigos, a reforma é necessária não só para melhorar o visual do imóvel, mas também para garantir a segurança da estrutura.

Visualmente, observa o especialista, as reformas que mais contribuem com a valorização são as de cozinha e banheiro, com troca de revestimentos, bancadas, louças e metais. Já para a segurança, trocar instalações elétricas e hidráulicas antigas é fundamental. “Banheiro e cozinha chamam mais a atenção, pois acabam depreciando, com o passar do tempo”, afirma.

Quando o condomínio decide fazer o retrofit, essa valorização é ainda maior. “Só de refazer a fachada de um prédio, como modernização e repastilhamento, além da troca dos elevadores antigos por mais modernos, os apartamentos valorizam entre 10% e 15%. Pintura periódica também é muito importante. Não se trata somente de embelezamento, mas de proteção da estrutura do prédio”, ressalta Lattufe.

O arquiteto e diretor da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES) Lucas Weber, da BW Arquitetura, destaca que, com a reforma, é possível até mesmo ter um retorno maior com o aluguel do imóvel.

“Se o imóvel é antigo e o proprietário renova os revestimentos, coloca um porcelanato, troca as bancadas do banheiro e da cozinha, coloca uma torneira mais bonita, já muda o aspecto. Muitas vezes, o apartamento é grande, bem localizado, mas com cerâmica velha, rejunte largo e rebaixamento de gesso antigo, fica mais difícil alugar”, observa.

Ele acrescenta que investir na instalação ou renovação dos armários também contribui para aumentar a liquidez, facilitando a locação ou a venda. Mas Weber pondera que é preciso ter alguns cuidados, para que a reforma não se transforme em um problema.

“É preciso evitar peças exóticas. Recomenda-se que busque mais o padrão neutro, usado pelas construtoras, sem muitos detalhes que possam enjoar. A reforma também tem de ser bem executada. Não adianta fazer de qualquer jeito, os clientes estão mais exigentes e as falhas acabam tendo efeito contrário, desvalorizando o imóvel”, afirma.

Ele orienta que o projeto seja elaborado e executado por profissionais, que também terão todo cuidado em seguir as normas do condomínio.

DICAS

Trocar cerâmica antiga por uma nova ou investir em porcelanato e renovar os revestimentos de banheiro e cozinha dão um aspecto mais moderno ao imóvel.

Refazer instalações elétricas em prédios mais antigos. Trocar a fiação é importante para a segurança.

Instalações hidráulicas também devem ser renovadas, para evitar problemas com vazamentos.

Pintura ou modernização da fachada, ou retrofit, também valoriza o imóvel.

Ver comentários