Notícia

Carta revela angústia de rainha Elizabeth com a morte de Diana

Em rara abertura de emoções, monarca destacou orgulho que sentia dos netos

Diana (foto) morreu em um acidente de carro em Paris, na França, em 31 de agosto de 1997
Diana (foto) morreu em um acidente de carro em Paris, na França, em 31 de agosto de 1997
Foto: Divulgação

Conhecida pela postura reservada sobre a família, a rainha Elizabeth II revelou a sua angústia com a morte da princesa Diana em uma carta que veio a público 20 anos depois da tragédia. O "Daily Mail" teve acesso a uma cópia da correspondência entre a monarca e uma dama de companhia, na qual a soberana confidenciava a "experiência muito ruim" pela qual passava e o orgulho que sentia dos netos órfãos William e Harry.

A carta, escrita a mão pela metade, é endereçada à Lady (Henriette) Abel Smith, uma das damas de companhia em que a rainha mais confiava. Ela serviu à nobreza por quase 40 anos. O exemplar original foi leiloado depois de sua morte, em 2005.

"Querida Henriette, muito obrigada pela sua carta sobre a morte trágica de Diana. Foi realmente e profundamente triste, e ela é uma perda enorme para o nosso país", escreve a rainha em um trecho digitado da mensagem.

Elizabeth ainda ressaltou à confidente que a reação do público mostrou que a perda "parece ter unido as pessoas de forma inspiradora". A avó e William e Harry ainda revela o quão "valentes" os filhos de Diana foram ao saber da morte da mãe. "Eu estou muito orgulhosa deles", destacou a rainha, que estava no dia do acidente da princesa com os meninos, de 15 e 12 anos, em uma de suas propriedades na Escócia.

Diana morreu em um acidente de carro em Paris, na França, em 31 de agosto de 1997. Na ocasião, a opinião pública criticou a frieza da rainha Elizabeth, que lamentou a perda da ex-nora na véspera do funeral. Nesta carta, porém, a monarca acrescentou um trecho a mão, na qual mostrava a genuína emoção do momento difícil.

"Acho que a sua carta foi uma das primeiras que eu li — as emoções ainda estão embaralhadas, mas todos nós temos passado por uma experiência muito ruim!", revelou Elizabeth, ao deixar de lado a tradicional guarda de informações da vida pessoal.

Ver comentários