Notícia

Suspeito de sequestrar Thayná agiu parecido para estuprar outra menina

Ademir Lúcio Araújo Ferreira, 52, utilizou o mesmo carro, um Gol Prata, e abordou a vítima também no bairro Universal, em Viana

Ademir é procurado pelo sequestro de Thayná Andressa de Jesus
Ademir é procurado pelo sequestro de Thayná Andressa de Jesus
Foto: Montagem | Gazeta Online

O suspeito de sequestrar a menina Thayna Andressa, de 12 anos, agiu de modo parecido para estuprar uma outra criança de 11 anos.

O caso aconteceu três dias antes do desaparecimento de Thayná. Ademir Lúcio Araújo Ferreira, 52, utilizou o mesmo carro, um Gol Prata, e abordou a vítima também no mesmo bairro de Viana, região da Grande Vitória.

A menina de 11 anos tinha saído para ir ao supermercado a pedido da família e o suspeito, na rua, ofereceu uma carona, mas logo depois desviou o caminho.

Leia também

De acordo com o delegado Lorenzo Pazolini, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, o acusado levou a vitima para um galpão em construção.

"Ela foi estuprada. Nós temos a confirmação, nós temos laudo do DML, temos também o reconhecimento de testemunhas. Então não temos dúvida nenhuma da autoria (do crime) porque ele foi reconhecido pela vítima, foi reconhecido por testemunhas presenciais. Ele levou a menina para um local ermo, um local onde está sendo construído um galpão no município de Viana. Aí ele estacionou o carro em um local onde tem uma grande depósito de material e esse depósito forma monte. Atrás desse monte, ele estacionou o veículo - era uma área oculta do restante do terreno", relata o delegado.

A menina foi abandonada no meio da rua depois do crime e precisou ser hospitalizada. Ela já recebeu alta, segundo o delegado.

Thayná está desaparecida desde o dia 17 de outubro. Uma câmera de videomonitoramento mostrou a adolescente entrando no veículo conduzido por Ademir. O delegado destaca que o modo de operação foi muito parecido, o que pode ser um sinal de que tenham outras vítimas.

"Tudo indica que sim. A abordagem foi muito similar, muito parecida com a abordagem anterior . A atuação me parece muito similar", comenta.

Ademir tem dois mandados de prisão em aberto: pelo sequestro de Thayná e pelo estupro da menina de 11 anos. Ele segue foragido.

VEJA O VÍDEO:


 

Ver comentários