Notícia

Criminoso que expulsava famílias do Condomínio Ourimar é preso na Serra

Silvestre de Jesus Santos, de 18 anos, agia armado e aliciava crianças para ajudarem ele nas expulsões

Silvestre de Jesus Santos, de 18 anos, foi preso por roubo qualificado por esbulho processório (roubo qualificado com invasão de domicílio com uso de violência)
Silvestre de Jesus Santos, de 18 anos, foi preso por roubo qualificado por esbulho processório (roubo qualificado com invasão de domicílio com uso de violência)
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um rapaz acusado de expulsar famílias do Condomínio Ourimar, na Serra foi preso na manhã desta sexta-feira (26) no apartamento da mãe dele, que fica no mesmo local em que ele realizava a ação criminosa. Identificado como Silvestre de Jesus Santos, de 18 anos, a polícia afirma que o criminoso agia armado e aliciava crianças para ajudarem ele nas expulsões. Os policiais acreditam, ainda, que ele mandava as famílias saírem das casas de imediato para roubar itens de valor que eles não conseguiam levar.

As informações foram passadas pelo delegado titular do Distrito de Policia de Jacaraípe, Rodrigo Rosa. Ele explicou que Silvestre foi preso em cumprimento de um mandado de prisão por roubo qualificado por esbulho processório (roubo qualificado com invasão de domicílio com uso de violência).

> NOVA FACÇÃO DE TRAFICANTES EXPULSA FAMÍLIAS DO CONDOMÍNIO OURIMAR

ÚLTIMO INTEGRANTE DA QUADRILHA

Segundo a polícia, o suspeito fazia parte de um grupo criminoso denominado de "Porf", mas todos os outros integrantes já foram presos e a polícia acredita que Silvestre, por ser o único membro que não havia sido detido ainda, assumiu a função de expulsar famílias do Residencial Ourimar, na Serra.

Silvestre é acusado de participar da expulsão de cinco famílias no ano passado e de agir diretamente na expulsão de mais três entre fevereiro e abril deste ano. A polícia o encontrou ainda enquanto dormia na manhã desta sexta-feira (26), no apartamento da mãe dele, que também mora no mesmo residencial.

> Condomínio Ourimar: ex-moradores ficam sem imóvel e sem assistência

CRIANÇAS O AJUDAVAM NAS EXPULSÕES

A polícia ainda não sabe se, junto com a função de expulsar moradores, ele assumiu também o comando do tráfico de drogas no residencial. O delegado afirma que um ponto que chamou a atenção da polícia foi o fato das famílias expulsas afirmarem, em depoimento, que Silvestre cooptava crianças, geralmente meninos com idade entre 9 e 11 anos, parar irem com ele nas ações de expulsão.

Silvestre agia armado e as crianças recebiam facas. Eles batiam na porta dos apartamentos e, quando o morador abria, era ordenado que a família saísse. As pessoas não tinham tempo para se organizar, não conseguiam levar nada, então objetos maiores e de valor ficavam para trás e, provavelmente, como diz a polícia, eram roubados pelo acusado.

O delegado afirma que eles ainda investigam para saber quem são essas crianças e identificar também os pais delas e entender em que circunstâncias isso acontecia, se tinham conhecimento dos crimes e, se ficar provado que os pais sabiam de toda a situação, há uma série de crimes que podem ser imputados contra esses responsáveis, inclusive abandono.

PRISÃO

O titular da delegacia de Jacaraípe classificou Silvestre como um sujeito extremamente violento. Em algumas das expulsões, moradores chegaram a ser agredidos com coronhadas e cortes de faca.

No ano passado, quando ainda era menor de idade, Silvestre foi apreendido durante uma operação que visava desarticular a quadrilha que agia expulsando as famílias, mas na época a justiça entendeu que não havia prova material contra ele, além de não ter registros de outras passagens pela polícia, e Silvestre foi liberado.

O delegado conta ainda que, em fevereiro houve uma ação da PM dentro do Ourimar e Silvestre achou que fosse uma operação para prendê-lo. Ele pulou a janela do apartamento, caiu e acabou fraturando a perna. O suspeito chegou a ficar um tempo no hospital se recuperando. Na situação, a polícia ainda não tinha um mandado conta ele.

Com informações de Mayra Bandeira

Ver comentários