Notícia

Mortes na BR 101: criança foi salva por cinto de segurança, diz PRF

Gabriel estava no banco da frente com o pai. Segundo a PRF, o cinto teria reduzido o impacto da batida

Carro destruído após ser atingido por caminhão que transportava granito, na Serra, no início da madrugada desta terça-feira (11)
Carro destruído após ser atingido por caminhão que transportava granito, na Serra, no início da madrugada desta terça-feira (11)
Foto: Iara Diniz

A única vítima que sobreviveu ao acidente que matou três pessoas da mesma família na BR 101, Gabriel Martins Rodrigues, 11 anos, teria sido salva pelo cinto de segurança. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ele estava no banco da frente, ao lado do pai, no momento do acidente. Gabriel foi socorrido e está internado no Hospital Infantil. 

> Quem são as vítimas do acidente na BR 101 na Serra

A família seguia sentido Vitória quando o acidente aconteceu. Segundo o inspetor da PRF, Davi Magnago, o uso do cinto de segurança reduziu o impacto da batida para Gabriel. 

> Mortes na BR 101: PRF encontra rebite com motorista de carreta

"O impacto foi grande. Se ele estivesse sem cinto poderia ter sido arremessado do carro. Ele só conseguiu ser retirado com vida porque usava o cinto de segurança, senão teria morrido no local", declarou. 

> Família morta em acidente na BR 101 voltava de férias no Nordeste

Gabriel estava no banco da frente ao lado do pai que dirigia o veículo. O irmão dele, Lucca Martins Rodrigues estava em uma cadeirinha, no banco de trás com a mãe. A polícia, porém, acredita que a mulher não usava o cinto de segurança. 

> Relembre acidentes graves com carretas transportando granito na BR 101

"A forma como encontramos ela no carro nos leva a crer que ela estava sem cinto no momento da batida. Ela estava de cabeça para baixo e provavelmente foi jogada de um lado para o outro", declarou Magnago.

 

 

Ver comentários