Notícia

Suspeito de ataque na Piedade tem camisa de time com iniciais de facção

Antônio Marcos do Espírito Santo, 25 anos, é apontado como um dos integrantes do tráfico no Complexo da Penha

Antônio Marcos tentou fugir, mas foi detido logo depois de entrar na casa em que mora
Antônio Marcos tentou fugir, mas foi detido logo depois de entrar na casa em que mora
Foto: Divulgação | PMES

Um dos suspeitos de cometerem o ataque no Morro da Piedade, em Vitória, na noite da última quarta-feira, preso na tarde desta sexta-feira (21), tinha em casa uma camisa de time de futebol com as iniciais “HB”, em referência aos comandantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCV), Hudinho e Beto - atualmente presos - que tem como braço armado o Trem Bala. 

Antônio Marcos do Espírito Santo, 25 anos, estava na escadaria João Nascimento Neto, no bairro Bonfim, quando foi pego em um patrulhamento de rotina da Polícia Militar. Segundo o tenente Igor Resende, da Força Tática do 1ª Batalhão da PM, ao ver a polícia ele tentou fugir, mas foi detido logo depois de entrar em casa.

"Era um patrulhamento preventivo para inibir o tráfico de drogas. A gente avistou esse indivíduo com um rádio comunicador ligado na frequência do tráfico em uma mão e uma sacola em outra. Ele adentrou uma residência, mas acabou sendo abordado", explicou.

O criminoso foi abordado dentro do quarto dele, onde, além de encontrar a touca ninja, os policiais também acharam a camisa. "No cômodo em que ele foi abordado, no quarto, tinha uma camisa com as iniciais da facção criminosa", declarou.  

A Polícia Civil confirmou que Antônio Marcos participou diretamente da invasão no Morro da Piedade na quarta-feira, em que duas casas foram incendiadas, além de outros ataques violentos em comunidades da região. Segundo a PM, ele tem várias passagens por tráfico de drogas. O suspeito foi levado para a 1ª Delegacia Regional de Vitória e até o final desta edição, não havia sido autuado.

> Polícia identifica criminosos que incendiaram casas na Piedade

TIME EM HOMENAGEM

Com Antônio Marcos a polícia encontrou ainda crack, R$ 610 em dinheiro, touca ninja e a camisa de futebol com as iniciais HB, algo que chamou a atenção dos policiais. Segundo o tenente Igor Resende, essa é a forma como a facção se identifica e a camisa é utilizada em jogos de futebol dentro do Bairro da Penha entre integrantes do tráfico de drogas na região.

Antônio Marcos foi preso nesta sexta-feira
Antônio Marcos foi preso nesta sexta-feira
Foto: Divulgação | PMES

A PM divulgou uma foto de Marcos Antônio usando o uniforme e segurando um fuzil calibre 762, com altíssimo poder de destruição, de acordo com a PM. As iniciais HB estampadas na camisa são de Hudson Xavier Loureiro, 39 anos, o Hudinho, e Carlos Alberto Furtado da Silva, o Beto.

> Chefe do tráfico no Bairro da Penha é preso em Vitória

ATAQUE

Sete pessoas envolvidas no ataque ocorrido na Piedade já foram identificadas e estão sendo caçadas pela Polícia Civil. Ao todo, pelo menos 20 criminosos participaram da invasão, de acordo com testemunhas. Dois desses homens são velhos conhecidos dos moradores da comunidade e já participaram de outros ataques na região.

Os dois homens reconhecidos por testemunhas foram Rafael Batista Lemos, conhecido como “Boladão”, e Alan Rosário de Oliveira, apelidado de “Gordinho”. Eles já são procurados pela polícia por terem participado, por exemplo, do ataque à Piedade que resultou na morte dos irmãos Ruan e Damião Reis, assassinados em março do ano passado.

A polícia informou que não divulgará por enquanto os nomes dos outros cinco homens já identificados, para não atrapalhar nas investigações. O grupo tem forte atuação na região do Bairro da Penha e tenta dominar o tráfico de drogas em bairros rivais.

Ver comentários