Notícia

Vídeo flagra organizador do "Vem pra rua" batendo ponto na Câmara e indo embora

Armando Fontoura, de 23 anos, é presidente da Juventude do PSDB e foi exonerado pelo vereador Luiz Emanuel em 2013

Presidente da Juventude do PSDB em Vitória, Armando Fontoura, de 23 anos, foi exonerado em 2013 por bater ponto e ir embora
Presidente da Juventude do PSDB em Vitória, Armando Fontoura, de 23 anos, foi exonerado em 2013 por bater ponto e ir embora
Foto: Divulgação/arquivo pessoal

Jovem liderança do PSDB e um dos organizadores do movimento "Vem pra rua"*no Estado, Armando Fontoura, de 23 anos, foi flagrado em um vídeo

(veja abaixo)

batendo ponto na Câmara de Vitória e, em seguida, deixando a sede do legislativo municipal. 

 

As imagens, de 2013, "vazaram" somente agora após as eleições do diretório municipal do partido, no último domingo (17), das quais Armando participou e venceu pela chapa 2 - "De Volta ao Pulsar das Ruas" - sendo eleito secretário-geral do PSDB da Capital.

 

Na ocasião, ainda em 2013, após o conhecimento da prática do servidor, Armando, que era funcionário do único representante do partido na câmara, vereador Luiz Emanuel, foi exonerado.

 

Veja o vídeo em que Armando bate o ponto e vai embora:

 


Líder do "Vem pra rua" bate ponto e vai para casa

por GazetaOnline

 

Divergências no partido

 

Fontoura é também presidente da juventude do partido, mesmo sem apoio de membros da organização, como explica a empresária Bárbara Kuster, de 25 anos, há 4 filiada ao partido.

 

"Ele se autointitulou presidente. Forjou uma ata e ocupou o cargo. Inclusive não convocou novas eleições. A gente fica desestimulado, porque é triste saber que uma pessoa como essa, agora secretário-geral do diretório municipal, vai escolher quem disputa cargos eletivos para nossa cidade", desabafou a militante.

 

Posição do partido

 

Durante entrevista, na tarde desta terça-feira (19), para A GAZETA, Wesley Goggi, presidente do Diretório municipal do PSDB, assumiu que Armando errou, mas disse que não tomaria nenhuma providência. Havia afirmado que o partido “precisava muito da ajuda dele e do seu vigor”. À noite, o novo presidente voltou atrás.

“Em decisão conjunta do diretório, definimos que ele (Armando) não vai ocupar nenhum cargo na direção da Executiva”, afirmou Goggi.

 

Eleições 

 

A chapa de Armando derrotou a chapa 1, “Unir e Avançar”, que era apoiada por nomes tradicionais no partido, como Luiz Paulo Vellozo Lucas, o vice-governador do Estado, César Colnago e o deputado estadual Sérgio Majeski.

 

Nomeação

 

O vereador Luiz Emanuel, que nomeou o servidor na época, disse que não há mais o que comentar a respeito do caso, que aconteceu em 2013. Para o vereador tucano, a questão administrativa não tem ligação com as questões do partido.

 

"O processo é administrativo, dentro da câmara. Eu nomeei o funcionário e eu mesmo exonerei. Acredito que não seja o momento para falar sobre isso. Agora é um momento para acalmar os ânimos", explicou o vereador. 

 

A assessoria do vereador reforçou que Armando Fontoura foi nomeado como cargo em comissão no gabinete no dia 09 de janeiro de 2013 na função de assessor parlamentar. A exoneração ocorreu em 20 de março de 2013 devido a divergências políticas. Conforme a Constituição Federal (Art. 37), cargo em comissão é de livre nomeação e livre exoneração.

 

A Câmara de Vitória, por meio de nota, informou que não possui mais cópia dessa imagem, já que as filmagens são sobrepostas a cada 60 dias e o vídeo citado foi gerado em 2013."

 

Presidente da Juventude do PSDB em Vitória, Armando Fontoura, de 23 anos, foi exonerado em 2013 por bater ponto e ir embora
Presidente da Juventude do PSDB em Vitória, Armando Fontoura, de 23 anos, foi exonerado em 2013 por bater ponto e ir embora
Foto: Divulgação/arquivo pessoal

 

Organizador de movimento repudia atitude

 

Também responsável por parte dos movimentos contra a presidente, Ricardo Frizera, um dos organizadores do "Movimento Brasil Livre" (MBL) no Estado, demonstrou repúdio às atitudes apresentadas por Armando não somente na questão exposta no vídeo, mas também em sua atuação nos movimentos de rua.

 

"O Armando Fontoura não representa as propostas de mudança do MBL. Inclusive, a juventude do PSDB não tem contribuído com ideias e propostas. Ele faz uma participação unicamente pragmática, típica dos agentes da política tradicional", diz Frizera, que completa dizendo que o que Armando faz é tentar "se aproveitar politicamente de um sentimento das ruas".

 

O outro lado

 

Procurado pela reportagem, que se identificou como sendo do Gazeta Online, Armando Fontoura disse que não poderia atender e desligou o telefone. Novas tentativas foram feitas, mas as ligações não foram atendidas.

 

Nesta terça-feira (19), o jovem divulgou nas redes sociais que foi “induzido a erro”. “Em janeiro de 2013 fui convidado pelo vereador Luiz Emanuel para fazer parte de sua equipe de assessores e, como estudava pela manhã e tinha que cumprir uma carga horária obrigatória de 8 horas em seu gabinete, sendo uma hora de almoço, fui orientado pelo próprio parlamentar a sair da faculdade, passar na Câmara, bater o ponto e ir em casa almoçar, tomar um banho e trocar de roupa para voltar ao trabalho”, escreveu.

 

* a primeira versão desta reportagem trazia Armando como um dos organizadores do movimento "Fora Dilma". No entanto, o médico André Pimentel, que faz parte do movimento no Estado, afirmou que Fontoura já havia sido expulso e não fazia mais parte do quadro de organizadores, ficando somente responsável pela organização do movimento "Vem pra Rua"

 

 

Ver comentários