Notícia

Helder Salomão e Jackeline Rocha na disputa pelo comando do PT no ES

Deputado federal e candidata do partido ao governo na última eleição vão disputar a presidência do partido no Estado

Helder Salomão e Jackeline Rocha disputam pelo comando do PT no Espírito Santo
Helder Salomão e Jackeline Rocha disputam pelo comando do PT no Espírito Santo
Foto: Luis Macedo/Bernardo Coutinho

O deputado federal Helder Salomão e a candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) ao governo do Estado na eleição de 2018, Jackeline Rocha, vão disputar o comando do partido no Espírito Santo. A eleição ocorrerá apenas entre 19 e 20 de outubro, mas o processo começou nesta sexta-feira (26), com o fim do prazo para inscrição de chapas.

O processo eleitoral anterior do PT foi marcado por disputa dura entre João Coser e Givaldo Vieira. O primeiro foi reeleito e agora deverá passar o bastão. O segundo acabou migrando para o PC do B. Ambos disputaram a eleição para a Câmara federal, mas não conseguiram votos suficientes.

 

> Givaldo diz que eleição de Coser foi feita 'mediante pressão'

O grupo de Coser apoia Jackeline. Ela estreou em eleições concorrendo ao Palácio Anchieta, no ano passado. Outros petistas de peso, como a deputada estadual Iriny Lopes e Perly Cipriano estão com Helder Salomão, deputado federal reeleito. Ao todo quatro chapas se inscreveram para o processo eleitoral.

PROCESSO ELEITORAL

Em 8 de setembro, serão escolhidos os presidentes dos diretórios municipais. Os petistas também votarão na chapa estadual. Conforme a proporção dos votos de cada chapa, ela terá o percentual dos 250 delegados que em outubro vão eleger o presidente do diretório estadual.

> VITOR VOGAS: PT, ou vai ou racha

"Eu espero que esse processo seja mais civilizado, sem nenhum problema de natureza ética, e que o debate se atenha aos projetos que temos para o Brasil e para o Estado. Espero que as pessoas não permitam que o nível desça aos patamares do congresso anterior, interna e externamente", afirmou Iriny.

Além das chapas encabeçadas por Helder e Jackeline, há uma repleta de petistas próximos a João Coser, que não pode mais concorrer à reeleição, e outra liderada pelo vereador de Cariacica André Lopes. O parlamentar é da mesma corrente interna de Jackeline, a Construindo um Novo Brasil (CNB).

André Lopes não deve concorrer à presidência, mas buscar consenso. "Temos mais relação com a chapa que colocou o nome da Jackeline. Nossa chapa não decidiu se vai ter candidato a presidente ou se vai se juntar a algum dos nomes que estão postos. Estamos tentando construir consenso", disse.

Ver comentários