Notícia

Magno Malta recusa convite de Bolsonaro para ser vice na chapa

Senador capixaba decide disputar reeleição

O senador Magno Malta (PR-ES)
O senador Magno Malta (PR-ES)
Foto: Jefferson Rudy | Agência Senado

Cortejado para integrar a chapa do pré-candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, o senador Magno Malta (PR-ES) confirmou na manhã desta quarta-feira (11) que não será o vice na chapa. O senador capixaba decidiu que irá disputar a reeleição ao Senado.

Bolsonaro negocia aliança com o PR de Valdemar Costa Neto, condenado pelo envolvimento no escândalo do mensalão, para aumentar o tempo de TV e contar com uma organização maior nos estados. A desistência do senador do PR foi divulgada pelo jornal “O Estado de S.Paulo”.

Malta não deu detalhes sobre o motivo de não aceitar o convite. Com o PSL, Bolonaro teria apenas oito segundos no bloco de propaganda eleitoral no rádio e na TV, que tem 12m30s, e uma inserção publicitária na programação a cada três dias. Com o PR, ganharia mais 45 segundos por bloco e teria direito a duas inserções por dia.

— Vocês querem que eu fique sem televisão, é isso? Eles têm R$ 1,7 bilhão para me ferrar. Está todo mundo contra mim, o centrão e a esquerda, estou sozinho. É R$ 1,7 bilhão que vai ser usado pela campanha deles pra dar porrada em mim. Eu vou ficar com 8 segundos de televisão e as mídias sociais? No Facebook, até poucos meses, qualquer postagem chegava a 1 milhão, agora para chegar a 100 mil é um sacrifício — afirmou Bolsonaro ao GLOBO na semana passada.

Ver comentários