Notícia

Rede reage e afirma que não abre mão de Contarato no Senado

Resposta do partido surge após especulações de que aliados de Rose de Freitas querem atrair Magno Malta, além de Amaro Neto

Fabiano Contarato segue como pré-candidato da Rede ao Senado
Fabiano Contarato segue como pré-candidato da Rede ao Senado
Foto: Guilherme Ferrari

A direção estadual da Rede Sustentabilidade reagiu rapidamente e negou, na tarde deste domingo (29), qualquer chance de abrir mão da candidatura do delegado Fabiano Contarato ao Senado, pela chapa encabeçada pela senadora Rose de Freitas (Podemos), pré-candidata ao governo.

"Acreditamos que tal candidatura (a de Contarato) é indispensável na construção de um diálogo com os diversos segmentos sociais e promoção dos eixos programáticos da Rede Sustentabilidade com os capixabas. A Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, em função dos compromissos assumidos com a população do Estado e com a pré-candidatura de Marina Silva para presidência da República, não abre mão da pré-candidatura do Fabiano Contarato ao Senado", diz a nota da Rede, assinada pela Executiva Estadual. 

A nota é uma resposta a especulações de que a coligação de Rose poderia absorver também a candidatura à reeleição do senador Magno Malta (PR). Para isso, Contarato teria que aceitar desistir da própria candidatura ao Senado.

Isso porque, na última sexta-feira (27), Rose já fechou pareceria com o PRB do deputado estadual Amaro Neto e acolheu a candidatura dele, também ao Senado. Cada chapa majoritária (governo e Senado) só pode lançar dois candidatos a senador. Assim, para Rose abrigar ao mesmo tempo Magno e Amaro, a primeira condição é Contarato topar abrir mão de sua vaga na chapa. 

O presidente estadual do PSD, Neucimar Fraga, lançou essa proposta no início da tarde deste domingo (29), em entrevista à rádio CBN Vitória, após a convenção do partido em que ficou praticamente selado o apoio da sigla a Rose. Segundo Neucimar, para Magno entrar na chapa, Contarato poderia "descer", tornando-se candidato a deputado federal. 

A Rede, no entanto, não está nem um pouco disposta a abdicar da candidatura de Contarato ao Senado, a qual faz parte do projeto do partido para fortalecer o palanque da presidenciável Marina Silva no Estado.

"Tal esforço está em consonância com a construção de um palanque regional que dê sustentação à candidatura presidencial de Marina Silva. Dentre os nossos filiados, o delegado Fabiano Contarato, referência na lisura pública, na defesa da dignidade humana e expressão da nova política capixaba, aceitou o desafio de se colocar à disposição da sociedade na disputa ao Senado, que precisa de renovação", afirma a Executiva Estadual, na já referida nota. 

Contarato: silêncio e post enigmático 

Procurado pela reportagem, o próprio Contarato preferiu não comentar a proposição de Neucimar nem as especulações sobre mudança de candidatura. Poucos minutos antes da emissão da nota, ele limitou-se a recomendar que procurássemos ouvir o comando do partido. 

Na última sexta-feira (27) – dia em que Rose fechou com Amaro –, o delegado fez uma publicação enigmática em sua conta em uma rede social: "Como você pretende voar se não consegue ficar longe das pessoas que te cortam as asas?".

Post de Fabiano Contarato em sua rede social
Post de Fabiano Contarato em sua rede social
Foto: Reprodução Facebook

Questionado neste domingo pela reportagem, ele não especificou a quem se referiu na postagem. Aliança

Aliança

A Rede, principalmente por meio do prefeito da Serra, Audifax Barcelos, foi o primeiro partido a sinalizar apoio à pré-candidatura de Rose e a tentar auxiliá-la na captação de outras alianças. No entanto, o presidente do Podemos, Gilson Daniel, não descartou a possibilidade de um rearranjo nas duas vagas ao Senado da chapa.

“A candidatura do Contarato está colocada pela Rede desde o início, sim, mas não é ‘sine qua non’ (essencial) para estarem conosco. Eles são um partido que chegou com a gente desde o início, também tem a chapa de deputado federal, estadual e não teremos dificuldade nenhuma em definir. Esta semana vamos definir essas questões de Senado e de chapas”, afirmou.

Ver comentários