Notícia

Alvaro Dias diz que se eleito vai cortar 10% das despesas públicas

O pré-candidato à Presidência pelo Podemos esteve no Estado para participar da convenção do partido. Nela, a legenda vai oficializar a candidatura de Rose de Freitas ao governo

O presidenciável Alvaro Dias na convenção do Podemos, em Cariacica
O presidenciável Alvaro Dias na convenção do Podemos, em Cariacica
Foto: Natalia Devens

O pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Alvaro Dias, chegou ao Espírito Santo nesta quinta-feira (2) para participar da convenção estadual do partido, que vai oficializar a candidatura da senadora Rose de Freitas ao governo do Estado.

Em uma rápida entrevista à imprensa no início da convenção, o presidenciável disse que uma de suas primeiras medidas à frente do governo, se for vitorioso nas urnas, será cortar 10% das despesas públicas.

Leia também

"É indispensável essa operação de guerra logo no início. Cuidando das áreas essenciais e cortando em áreas secundárias. Depois, farei outros ajustes estruturais. Não há como atender os programas na saúde, na educação, se não sanearmos as contas publicas", afirmou.

Questionado sobre como conseguiria o apoio do Congresso, caso eleito presidente, ressaltou que o apoio tem que brotar da população. "É ela que move o país. Se o governante apresenta suas propostas e convence, o Congresso não tem como ir contra."

APOIO A ROSE

Dias defendeu que seu nome e o de Rose representam a substituição do atual sistema de governança, que é corrupto e incompetente.

"É preciso mudar a prática administrativa, mudar o comportamento político, a relação entre os Poderes, eliminar privilégios das autoridades para promover mudanças que beneficiem a população", disse.

Ver comentários