Notícia

Ciro diz que candidatura de Lula é 'fraude' da 'burocracia do PT'

Alvaro Dias criticou 'encenação' do partido

Ciro Gomes chegou ao Estado para a convenção partidária na manhã deste sábado (4)
Ciro Gomes chegou ao Estado para a convenção partidária na manhã deste sábado (4)
Foto: Carlos Alberto Silva | GZ

O candidato à Presidência do PDT, Ciro Gomes, e do Podemos, Alvaro Dias, disseram nesta sexta-feira (31) que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é uma "fraude" e uma "encenação", respectivamente, ao comentar o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do registro de Lula. Os dois candidatos visitaram nesta sexta-feira a Expointer, feira agropecuária do Rio Grande do Sul.

Ciro Gomes afirmou que a "burocracia do PT" impôs a candidatura de Lula, para "manipular um justo sentimento" da população.

— A rigor, minha vontade é dizer que não tenho nada com isso, porque o PT tomou essa atitude, a burocracia, a cúpula do PT tomou essa atitude e, na prática, é uma fraude. Se o senso comum for correto, todo mundo está cansado de saber que não vão permitir que o Lula seja candidato com base na Lei da Ficha Limpa. Ainda assim, afirmam a candidatura do Lula, montam uma chapa com um vice que deveria ser o próximo e então assumiria outra vice, e isso tudo é para manipular um justo sentimento da nação brasileira que tem pelo Lula carinho e gratidão.

Leia também

Para ele, um presidente que for eleito fruto deste processo interno do PT sairá da eleição pequeno, "deste tamanhinho".

— Ele foi um bom presidente para muita gente e é pensando em manipular esse sentimento do nosso povo que se pratica um esforço de desinformação. Acho isso muito grave, porque uma estratégia dessas não pode dar certo e, dando certo, não vai dar certo. Por quê? Porque, se nasce um presidente da República por este expediente, ele nasce deste tamanhinho.

Perguntado se seria o herdeiro dos votos de Lula, o candidato disse que não há mais currais eleitorais no Brasil.

— Respeito a inteligência do povo brasileiro. Não acho que o Brasil em pleno século 21 seja curral eleitoral de ninguém. O brasileiro não vai ser agora uma presa, como chiqueiro de bode — disse ele.

Mas o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, disse acreditar que Ciro vai herdar os votos do ex-presidente no Nordeste.

— O Ciro acaba sendo o maior herdeiro eleitoral, porque ele é do Nordeste — disse.

Para Lupi, o PT está demorando para vincular Lula ao nome de Fernando Haddad. Ele lembrou que a ex-presidente Dilma Rousseff teve sua candidatura trabalhada por anos por Lula.

Já Alvaro Dias disse que a "encenação do PT", de manter a candidatura de Lula, não tem mais sentido.

— Essa encenação é afrontosa à população brasileira — disse Alvaro.

 

 

 

 

Ver comentários