Notícia

Ciro e Alckmin intensificam presença das mulheres em agendas

Lu Alckmin tem o costume de acompanhar o tucano; Giselle Bezerra participa cada vez mais da campanha do candidato do PDT

Os pré-candidatos à Presidência Geraldo Alckmin e Ciro Gomes
Os pré-candidatos à Presidência Geraldo Alckmin e Ciro Gomes
Foto: Montagem/ Fotos de Arquivo

Em busca dos votos das mulheres, que já são a maioria do eleitorado brasileiro, candidatos à Presidência da República de campos opostos, Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), têm apostado em levar as mulheres em viagens e agendas de campanha para ganhar pontos com eleitores e, principalmente, eleitoras. Aliados dos presidenciáveis ouvidos pelo GLOBO admitem que a presença feminina ajuda os candidatos a suavizarem a imagem e atraírem a simpatia do eleitorado feminino.

Ex-primeira-dama de São Paulo, Lu Alckmin tem o costume de acompanhar o tucano em agendas políticas e, segundo a assessoria de imprensa da campanha de Alckmin, adotou a prática, comum nas campanhas presidenciais dos Estados Unidos, desde que o marido se elegeu deputado estadual, em 1982. Só na última semana, ela acompanhou o tucano em um giro por Minas Gerais e Petrolina, em Pernambuco. Ela também gravou participações no programa de televisão de Alckmin.

Além disso, durante as gestões do tucano à frente do Palácio dos Bandeirantes, Lu Alckmin foi presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e desenvolveu trabalhos sociais no Estado - o que agora poderá ser útil ao tucano, já que ela deve ter, quando não estiver ao lado do tucano, uma agenda de compromissos políticos concentrada em São Paulo, onde Alckmin tem aparecido em desvantagem ou empatado com outros candidatos nas pesquisas recentes. No último Datafolha, por exemplo, em um cenário sem o ex-presidente Lula, Jair Bolsonaro (PSL) liderava na capital paulista, com 16% das intenções de votos, seguido por Alckmin, com 15%, Marina Silva (Rede), que apareceu com 13%, e Ciro Gomes, com 9%.

— Ela vai ter uma agenda própria na campanha e pode ajudar bastante em São Paulo, onde tem um trabalho social muito grande — disse o deputado Sílvio Torres (SP), que acrescentou:

— Ela gosta de acompanhar, sempre foi ativa. Une todas as coisas: se traz benefício de imagem, melhor, e não traz nenhum prejuízo. E para ele dá mais conforto, revigora, ameniza o cansaço da campanha.

No caso de Alckmin, além da disputa pelas eleitoras, a presença constante de sua mulher nos compromissos de campanha também mira ganhar votos dos eleitores de Bolsonaro, defensor da "tradicional família brasileira". Para crescer, o tucano também aposta em tirar votos conservadores que hoje estariam indo para seu adversário.

Leia também

— O contraponto com Bolsonaro sempre vai ajudar o Alckmin — disse um dos aliados do tucano, sob condição de anonimato.

Já Ciro Gomes, ainda marcado por declarações machistas dadas em 2002, tenta usar a presença cada vez mais frequente da mulher, a produtora Giselle Bezerra, para ganhar votos do eleitorado feminino. Auxiliares de campanha do pedetista contam que ela gosta de participar de reuniões políticas no comitê da campanha, em São Paulo, e dá dicas sobre fotografia e a melhor luz para fazer as gravações. Nos encontros políticos, no entanto, costuma participar como ouvinte, fazendo poucos comentários.

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi admite que a simpatia de Giselle e a descontração em eventos de campanha ajudam a imagem de Ciro:

— Eles estão pombinhos apaixonados e o amor sempre é lindo. Ela estar ao lado dele claro que quebra o estigma, e além disso ela ajuda muito com dicas de produção — disse Lupi.

Aliados de Ciro Gomes avaliam como super positivas as fotografias em que Giselle apareceu ao lado do candidato na semana passada. Um dos exemplos foi o clique em que a produtora comia um cachorro-quente em Osasco (SP) observada pelo marido, que dava uma gargalhada em segundo plano. Apesar de ter bem menos tempo de televisão que Geraldo Alckmin, a ideia é que a mulher de Ciro também apareça no programa eleitoral do pedetista.

Ver comentários