Notícia

Em discurso, Bolsonaro dá a palavra a Magno Malta, que faz oração

O senador capixaba foi o único aliado a ter a palavra diante das câmeras. O presidente eleito promete abrigá-lo no Palácio do Planalto

Magno Malta (PR) faz oração em agradecimento à vitória de Bolsonaro. Ele acompanhou a apuração da casa do presidente eleito, no Rio de Janeiro.

No primeiro pronunciamento para emissoras de TV - após se dirigir a internautas via Facebook -, o presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL), deu destaque para o senador Magno Malta (PR), derrotado na tentativa de reeleição. Bolsonaro passou a palavra ao aliado que promete abrigar no Palácio do Planalto.

Magno, por sua vez, disse que "os tentáculos da esquerda jamais seriam arrancados sem as mão de Deus". Também destacou que a campanha começou com orações e, por isso, também deveria haver uma oração, para agradecimento, na primeira aparição pública após as urnas serem abertas.

O senador do Espírito Santo, que também é cantor gospel, pediu para que todos os presentes dessem as mãos e começou a rezar. Magno foi o único aliado a ter a palavra diante das câmeras.

"Foram anos de luta falando com o povo, falando sobre família, sobre o país, cuidado com as nossas crianças, Deus na vida, Deus na vida da família, na vida do Brasil, lutando contra a corrupção, enfrentando tudo e todos. Esse é um momento festivo. Mas mais do que isso é momento de gratidão", disse, literalmente, de mãos dadas a Bolsonaro.

Na tarde deste domingo (28), ainda antes da divulgação dos resultados, Magno Malta publicou nas redes sociais com o Bolsonaro. Na gravação, o agora presidente eleito afirmava que o senador, que não conseguiu a reeleição, terá espaço no governo dele. "Afinal de contas, é um grande homem e um grande valor."

Magno Malta percorreu o país em campanha por Bolsonaro. Em muitas ocasiões, deixou de fazer campanha para ele mesmo para conseguir votos para o aliado. Ele não foi reeleito senador pelo Espírito Santos no último dia 7 de outubro. 

Ver comentários