Notícia

Futura: Casagrande tem 63,8% dos votos válidos e segue na liderança

Na disputa para o governo do Estado, o socialista pode vencer em 1º turno, como aponta o levantamento do instituto

Os 6 candidatos ao governo do Estado no debate realizado pela CBN/Gazeta, esta semana
Os 6 candidatos ao governo do Estado no debate realizado pela CBN/Gazeta, esta semana
Foto: Fábio Botacin

O candidato Renato Casagrande (PSB) pode vencer as eleições para o governo do Estado em 1º turno, de acordo com os números da pesquisa do Instituto Futura, realizada a pedido da Rede Gazeta. No levantamento divulgado neste sábado (6), o ex-governador registra 63,8% dos votos válidos. O segundo colocado passou a ser o candidato Carlos Manato (PSL), que obtém 16,8%. Rose de Freitas (Podemos) fica com 9,5%, seguida por Jackeline Rocha (PT), com 4,7%, Aridelmo Teixeira (PTB), com 3,6% e André Moreira (PSOL), com 1,5%.

Para cálculo dos votos válidos são desconsideradas as respostas dos entrevistados que optaram por branco, nulo, assim como os indecisos. Este é o mesmo critério utilizado pela Justiça Eleitoral no momento da apuração dos votos. A margem de erro da pesquisa é de 2,7 pontos percentuais para mais ou para menos.

No levantamento da intenção de voto estimulada, quando são apresentadas as opções de candidatos ao entrevistado, Casagrande tem 55,2% das intenções de voto, e Manato registra 14,6%. Rose obtém 8,2%; Jackeline, 4,1%; Aridelmo, 3,1%; e André Moreira, 1,3%. Brancos e nulos somaram 5,9%, e os indecisos são 7,6%.

Leia também

Quando o eleitor é questionado sobre em quem não votaria em nenhuma hipótese para governador, Jackeline Rocha permanece sendo a mais citada, com 29,2% das menções. Em segundo lugar aparece Rose de Freitas, com 22,1%, e depois Manato, que tem 16,3%. André Moreira tem 10,6% de rejeição; Casagrande, 9,9%; e Aridelmo, 8,9%. Outros 14,6% não rejeitam ninguém, 3,7% rejeitam todos e 9,7% não sabem ou não responderam.

A pesquisa Futura contou com 1400 entrevistas, feitas nos dias 5 e 6 outubro, com moradores e eleitores do Espírito Santo, e tem confiabilidade de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número ES-008877/2018.

 

 

Ver comentários