Notícia

Haddad diz que Moro ajudou Brasil, mas errou na sentença de Lula

Petista afirmou que saldo da atuação do magistrado é positivo

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, elogiou a atuação do juiz Sergio Moro na condução da operação Lava-Jato. Porém, o petista também fez reparos ao magistrado.

Em entrevista ao SBT, o presidenciável foi questionado se considerava que Moro ajudou o Brasil ou perseguiu o PT e Lula.

Leia também

"Eu acho que, em geral, ele ajudou. Em relação à sentença do Lula tem um erro que vai ser corrigido pelos tribunais superiores porque não apresentou provas contra o presidente", respondeu Haddad.

O petista ainda fez ressalvas com relação à soltura de delatores.

"Em geral, fez um bom trabalho, embora tenha soltado muito precocemente os empresários e liberado dinheiro roubado para esses empresários gozarem a vida. No geral, o saldo é positivo, mas há reparos", concluiu.

Além disso, Haddad afirmou na entrevista que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso está numa "saia-justa" para apoiá-lo porque muitos candidatos a governador do PSDB se declaram a favor de Jair Bolsonaro (PSL).

Ver comentários