Notícia

Quem é Jair Bolsonaro: veja a trajetória do novo presidente do Brasil

Filiado ao PSL, Bolsonaro está na política desde 1989, quando foi eleito vereador. Há 27 anos ocupa o cargo de deputado federal

Jair Bolsonaro comemora após votar no Rio de Janeiro
Jair Bolsonaro comemora após votar no Rio de Janeiro
Foto: DHAVID NORMANDO/FUTURA PRESS

O capitão do Exército Jair Bolsonaro chegou à Presidência da República. Filiado ao PSL, ele está na política desde 1989, quando foi eleito vereador. E há 27 anos ocupa o cargo de deputado federal.

Bolsonaro nasceu no dia 21 de março de 1955, em Campinas, no Estado de São Paulo. É filho do dentista prático Percy Geraldo Bolsonaro e da dona de casa Olinda Bonturi Bolsonaro. Aos 63 anos, é casado, pai de cinco filhos e está no sétimo mandato como deputado federal, em Brasília.

Foi o deputado federal mais votado do Rio de Janeiro em 2014, com 464.565 votos, e era titular da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e suplente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. Ao longo da vida pública defendeu as bandeiras de defesa da família, soberania nacional, direito à propriedade, valores sociais do trabalho e livre iniciativa.

FAMÍLIA NA POLÍTICA

Depois de anos na política, Bolsonaro também viu seus três filhos mais velhos entrarem na vida pública. Carlos Bolsonaro (PSC) é vereador no Rio de Janeiro. Ele foi eleito antes de completar 18 anos, se tornando o vereador mais jovem do Brasil; atualmente, está no quarto mandato na Câmara de Vereadores da capital fluminense.

Flávio Bolsonaro (PSL) foi eleito senador pela cidade do Rio de Janeiro. Foi deputado estadual desde 2003 e tem quatro mandatos. Já Eduardo Bolsonaro (PSL) foi reeleito deputado federal por São Paulo, sendo o mais votado para o cargo na História do país.

Os outros dois filhos do presidente não entraram para a política. Um deles é Renan Bolsonaro, de 20 anos, que estuda Direito; e a caçula é uma menina de 7 anos de idade.

POLÊMICAS

A trajetória de Bolsonaro é marcada por polêmicas, sobretudo na sua relação com as minorias. Em algumas ocasiões, chegou a dizer que "seria incapaz de amar um filho homossexual" e que "não empregaria [homens e mulheres] com o mesmo salário".

Ver comentários