Notícia

Furto de energia elétrica é descoberto em fábrica de sorvete no Litoral

Durante a inspeção, foi constatado que de toda energia consumida só uma parte era paga pelo empresário

Uma fábrica de sorvetes, instalada na rua José dos Santos Mulinare, bairro Jardim Maily, em Piúma, no Litoral Sul, foi flagrada furtando energia elétrica. Equipes da Polícia Civil e técnicos da EDP Escelsa estiveram na empresa na tarde desta quarta-feira (2).

Segundo a concessionária de energia, um funcionário foi levado para a delegacia para prestar depoimento, uma vez que o responsável não se encontrava no local. Durante a inspeção, foi constatado que de toda energia consumida só uma parte era paga pelo empresário.

Além do processo criminal, o empresário irá arcar, conforme a regra da Resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

A população pode denunciar ligações irregulares pelo Call Center (0800 721 0707) ou pelas agências de atendimento ao cliente e o site www.edp.com.br. O sigilo é total e a inspeção é realizada com a máxima urgência.

O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que dispõe: "Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa".

Ver comentários