Notícia

Operação flagra irregularidades em postos de combustíveis de Cachoeiro

Dos 21 postos fiscalizados em Cachoeiro, em 11 foram encontraram irregularidades e cinco foram autuados

Uma operação do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Espírito Santo (Ipem-ES) realizada nesta quinta-feira (25), em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, fiscalizou 21 postos de combustíveis. Do total, em 11 os fiscais encontraram irregularidades, cinco foram autuados e os donos terão dez dias para apresentar defesa.

A ação, segundo o diretor geral do Ipem, Paulo Renato Rodrigues, aconteceu em Cachoeiro, mas também irá abranger postos nos municípios de Castelo, Alegre, Jerônimo Monteiro e Guaçuí. Ele revelou que a operação foi realizada após denúncias de consumidores que se sentiram lesados pela quantidade de combustível apresentada na bomba e o que realmente foi colocado no tanque.

Durante a ação, em um dos postos pesquisados, as equipes chegaram a flagrar uma adulteração por controle remoto. De longe, uma pessoa controlava a vazão da bomba: o valor cobrado era o mesmo, mas o veículo do motorista recebia menos combustível do que o demonstrado no marcador da bomba.

Um resultado parcial da ação, segundo o órgão, mostrou que somente em Cachoeiro 29 bombas foram reprovadas e 11 foram interditadas. A multa pode chegar a um milhão e meio de reais. Amanhã o Ipem deve apresentar o balanço das fiscalizações de 2015 e 2016, em Vitória. A operação contou com o apoio de uma equipe de São Paulo.

Ver comentários