Notícia

Única balança de pesagem de carga na BR 101 sul não funciona todos os dias

Ponto de pesagem de caminhões é o único no trecho Sul da BR 101

Foto: TV Gazeta Sul

A balança de Rio Novo do Sul, no quilômetro 393 da BR 101, não funciona todos os dias. Sem saber se os caminhões e carretas estão com excesso de carga, o risco de acidentes nas estradas aumenta. O transporte de carga acima do permitido foi uma das irregularidades da carreta que perdeu o controle e causou o acidente que matou mais de 20 pessoas na BR 101, em Guarapari.

> Acompanhe tudo sobre a tragédia na BR 101

E foi justamente a tragédia da última quinta-feira (22) que trouxe à tona o problema da fiscalização do transporte de cargas nas rodovias federais. O bloco de pedra que a carreta transportava tinha 41 toneladas, 11 a mais do que é permitido para aquele tipo de veículo.

Rio Novo do Sul é o único ponto na rodovia no Sul do Estado que fiscaliza a limite de caminhões de carga. Na última sexta-feira (23), uma equipe da TV Gazeta Sul esteve no local para verificar a situação. Um funcionário da balança, que não quis gravar entrevista, afirmou que naquele dia não havia ninguém para fiscalizar ou verificar as cargas.

> 'Nenhuma balança da BR 101 está funcionando', diz chefe da PRF

No posto de pesagem, existem duas balanças. A primeira, por onde os caminhões estão passando, se encontrada alguma irregularidade, passariam para a segunda pesagem, que é mais precisa. Porém, naquela data, por exemplo, todos os veículos saíam antes porque não havia fiscais verificando.

Motoristas confirmam que nem sempre há fiscalização. “Tem um mês e pouco, na propriedade aqui perto, tombou uma carreta com 43 toneladas. Nada aconteceu, mas a carreta desceu e o bloco caiu”, alertou o produtor rural que passava pelo local, Oliveira Tognelli.

> ECO 101 diz que faltam discais para balanças funcionarem

FISCALIZAÇÕES

A BR 101 possui balanças em Linhares, Serra e a de Rio Novo do Sul, que foi construída há mais de 30 anos e chegou a passar duas décadas fechada. O serviço voltou a funcionar em 2009, mas foi interrompido várias vezes até o posto ser reformado e funcionar definitivamente em 2015.

Em nota, a Agencia Nacional de Transportes Terrestres (Antt) informou que a fiscalização nas balanças do Estado são feitas mediante programação, levando em conta os horários de maior volume de veículos pesados e o número de funcionários da Antt.

A Eco 101, concessionária que administra a via, disse que fez a recuperação, adequação e ampliação de três destes postos localizados em Linhares, Serra e Rio Novo, mas que não é responsável pela fiscalização.

Ver comentários