Notícia

Vazio, local onde grupo ensaiava comove auxiliar: "Apenas na memória"

O grupo voltava de uma viagem a Juiz de Fora, em Minas Gerais, onde fez uma apresentação

Grupo de dança alemã Bergfreunde de Campinho estava no micro-ônibus envolvido em acidente
Grupo de dança alemã Bergfreunde de Campinho estava no micro-ônibus envolvido em acidente
Foto: Reprodução / Facebook

A auxiliar de serviços gerais Mazinha Bermond, 52 anos, lamentou a morte de integrantes do grupo de dança de Domingos Martins, que estavam no micro-ônibus envolvido no acidente na BR 101, em Mimoso do Sul. Mazinha trabalha no local que o grupo ensaiava, todos os domingos, às 17 horas. A tragédia deixou 11 mortos. 

O grupo voltava de uma viagem a Juiz de Fora, em Minas Gerais, onde fez apresentações na 23ª edição da Deutsches Fest. "Foi muito triste vir trabalhar hoje e saber que não vou mais encontrá-los, pulando e dançando. Não deu nem vontade de vir. Vai ficar apenas na memória a lembrança deles, já que muitos corpos foram carbonizados", relata Mazinha. 

A auxiliar de biblioteca Dulceia Effegen, que sempre assistia às apresentações, conta não ter conseguido dormir durante a noite. "Minha filha chegou a participar do grupo durante uns 6 anos. Viajou para vários locais. É muito triste que eles tenham passado por aquilo. Eu não consegui dormir, sabendo que morreram grandes amigos", diz Dulceia, entre lágrimas.

Com informações de Ruhani Maia 

Ver comentários