Notícia

Após 24 dias desaparecido, fotógrafo reaparece perto de mata em Cachoeiro

Como ele estava debilitado, permanece internado na Upa do município

Paulo César Mota Gouveio, de 53 anos, é morador de Cachoeiro de Itapemirim
Paulo César Mota Gouveio, de 53 anos, é morador de Cachoeiro de Itapemirim
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O fotógrafo Paulo César Mota Gouveio de 53 anos foi encontrado neste domingo (09) após 25 dias de seu desaparecimento. Ele mora no bairro Bela Vista, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, e estava escondido em uma mata na Rodovia do Frade, que liga a sede do município à BR 101. Como ele estava debilitado, permanece internado.

A última vez que a filha de Paulo, Paula Thompson, conseguiu falar com ele foi no dia 14 de novembro por telefone. Ela contou que, desde então, quando ligava, já caia direto na Caixa Postal. Na época, ela ainda disse que o pai chegou a ser visto nas proximidades de Poço Dantas, onde foi localizado.

O genro do fotógrafo, o laboratorista químico Amarildo Oackes, de 41 anos, contou que Paulo foi encontrado por uma morador nas redondezas de Poço Dantas. “Um morador viu ele sentado próximo à mata de manhã e, depois de tarde, essa mesma pessoa viu ele de novo, mas estava deitado e se aproximou para ver o que estava acontecendo. Reconheceu o Paulo, ligou para a polícia, que acionou uma ambulância”, contou.

Paulo foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento do Marbrasa, onde permanece internado. “Graças a Deus ele foi encontrado com vida e está em recuperação. Ele não consegue falar, tenta esboçar alguma palavra e não consegue”, finalizou.

O caso estava sendo investigado pela Polícia Civil.

 

 

Ver comentários