Notícia

Veja como se proteger de sete perigos para a pintura do carro

Especialistas explicam o que pode ser feito para ter um veículo sempre com cara de novo

Lavar o carro é importante para retirar os resíduos que grudam na lataria. Também é recomendado usar cera
Lavar o carro é importante para retirar os resíduos que grudam na lataria. Também é recomendado usar cera
Foto: Divulgação

As montadoras usam tecnologias cada vez mais modernas nas tintas de seus veículos e as concessionárias oferecem muitas opções de proteção e manutenção. Ainda assim, o proprietário deve tomar alguns cuidados para não danificar e aumentar a vida útil da pintura. Vale ficar atento aos fatores que mais colocam o visual em risco e saber como agir nesses casos.

Na hora de estacionar em vagas abertas a atenção deve ser ainda maior. O ideal é evitar parar em baixo de árvores. As fezes de pássaros, por exemplo, podem corroer a pintura, causando manchas permanentes. Jovani Lazarini, gerente de Pós-Vendas da Ford Contauto, recomenda que o proprietário limpe o mais rápido possível e nunca deixe a sujeira por mais de 24 horas.

“Deve-se evitar deixar o carro embaixo de árvores por conta dos pássaros e também das sementes e frutas que caem. Elas também têm substâncias corrosivas, que mancham”, alerta.

Manter o veículo no ‘tempo’ também prejudica a pintura a longo prazo. O sol pode desbotar e ressecar as peças de borracha e, o sereno, por mais que pareça ser só água, também tem ácidos em sua composição. “Não estamos falando de uma vez ou outra, mas sim de uma rotina. A cor vai desbotando e perdendo o brilho”, explica Jovani.

Limpeza

Lavar o carro é muito importante para retirar os resíduos de asfalto que grudam na lataria, principalmente, próximo aos pneus.

“Quem passa cera frequentemente tem mais facilidade em retirar o piche, mas, se grudar, ele pode causar manchas. Por isso, o carro deve ser lavado pelo menos uma vez por semana”, orienta Jerry Gomes, consultor técnico da Audi Center Vitória.

Durante a limpeza também é preciso ter cuidados. O veículo deve ser lavado com um xampu automotivo ou detergente neutro e ser sempre bem enxaguado. Sabão em pó e outros produtos causam manchas. Outro cuidado é com a pressão da água na lataria. “Se for levar em um lava a jato, é bom pedir que evite jatos muito fortes. Eles podem amassar a lataria e danificar o verniz”, recomenda Susarion Ribeiro, gerente de serviços da Vitoriawagen de Serra.

Também é muito comum que produtos corrosivos, como óleo e gasolina, caiam na lataria. O que deve ser feito é lavar rapidamente com água e sabão neutro.

Os especialistas explicam que uma proteção de pintura a cada seis meses ou aplicação de cera são recursos que ajudam a prevenir estes problemas. Ainda assim, é importante agir rápido sempre que algum resíduo sujar o carro.

Dicas

1 - Exposição ao Sol

Deixar o carro exposto ao sol forte ou chuva com muita frequência danifica o veículo

2 - Sementes e frutas

O ideal é evitar estacionar debaixo de árvores. As frutas podem ter substâncias corrosivas

3 - Fezes de pássaros

Podem corroer a pintura. Devem ser limpas imediatamente

4 - Resíduos do asfalto

É importante lavar o carro toda semana para retirar os resíduos, como piche, que grudam principalmente perto dos pneus

5 - Acumular sujeira

Gasolina, óleo, graxa e outras substâncias necessárias na mecânica do veículo podem cair na lataria. É importante limpar o mais rápido possível

6 - Limpeza incorreta

Produtos mal enxaguados, detergentes coloridos e sabão em pó, além de jatos de água muito fortes colocam em risco a pintura

7 - Não proteger

O recomendado é que a pintura seja renovada ou o carro receba uma aplicação de cera a cada seis meses

Ver comentários