Notícia

Cheiro de gasolina? Saiba o que pode ser

Problema nas velas e desgaste das mangueiras são alguns dos motivos

A  tampa do tanque da gasolina mal fechada pode ser um dos motivos do forte cheiro de combustível
A tampa do tanque da gasolina mal fechada pode ser um dos motivos do forte cheiro de combustível
Foto: Divulgação

Está sentindo um cheiro de gasolina no carro? Nessa hora, é importante ficar alerta, pois a ocorrência pode significar vários fatores. Além do incômodo do cheiro, o problema pode ocasionar desperdício de combustível e risco de incêndio.

Segundo o coordenador técnico das concessionárias de veículos do Grupo Águia Branca, Paulo Sergio de Oliveira, um dos motivos que pode causar o cheiro de gasolina são as velas de ignição do motor.

Leia também

“Em muitas situações, pode ser que as velas não estejam trabalhando de forma adequada, fazendo com que não ocorra a queima da mistura ar e combustível, provocando um cheiro forte pelo escapamento”, comenta.

Ele ressalta que, nesse caso, o proprietário deve buscar ajuda profissional para fazer o reparo. “O problema pode provocar o aumento do consumo de combustível e o risco de incêndio pelo catalizador. Para fazer a troca do jogo de velas, o proprietário vai gastar, em média, R$ 200, para um carro popular”.

DESGASTE

O cheiro de gasolina também pode estar relacionado ao desgaste das mangueiras. “Com o tempo, os itens acabam ressecando e trincando, devido à alta temperatura e pressão, por ficar confinado no cofre do motor ou por problemas de má conexão. Isso significa perigo, risco de vazamento de combustível e incêndio. Ao sentir o odor, o motorista deve providenciar o conserto”.

De acordo com o técnico em mecânica da Oficina GCPN, Felipe Delfim, o motorista precisa se atentar, ainda, ao tanque de combustível. O componente pode sofrer algum tipo de dano, principalmente, ao passar por uma pista desnivelada, lombada ou buraco.

“A peça pode furar, amassar e ser prejudicada, provocando o vazamento e risco de explosão. Ao inalar o cheiro de gasolina e perceber a ocorrência, a recomendação é não mover o veículo, sem antes consultar uma concessionária autorizada”.

Outro problema apontado pelo profissional é a falta de vedação entre a bomba e o tanque de combustível. Ele ressalta que os acessórios ficam posicionados debaixo do banco traseiro do carro. E, quando não há a vedação adequada entre os dois componentes, acaba ocasionando a evaporação do combustível para dentro do veículo. “Além do odor indesejável, a anomalia pode gerar danos à saúde, como irritação nos olhos e intoxicação”.

Os especialistas adiantam que o odor pode significar outros problemas, como a tampa do tanque da gasolina mal fechada. Por isso, o motorista deve observá-la. E, caso seja necessário, providenciar a substituição do item.

O cheiro de gasolina também pode indicar anomalia no direcionamento do suspiro do tanque, que pode está mal posicionado ou obstruído.

Independentemente da ocorrência, a orientação dos técnicos é não adiar a revisão. Os profissionais reforçam a importância da manutenção preventiva, de acordo com o manual do proprietário.

Ver comentários