Gazeta Entrevista

Mãe de Théo pede e reencontra filho em sonho: "Me deu um beijo, foi lindo"

O menino, de dois anos, faleceu no dia 27 de março em decorrência do surto de gastroenterite em uma creche particular em Vila Velha. Katiucia Cosine e o marido dela, Agilberto Cypriano, receberam a reportagem do Gazeta Online em casa para uma entrevista

Laila Magesk

Publicado em 31/07/2019 às 09h22

Dois meses de saudades e aprendizado. Nesta quinta-feira (30), a empresária Katiucia Cosine faz aniversário. Pela primeira vez após o nascimento do único filho, ela vai passar a data sem a presença do menino. Mas com um consolo: ele está bem. Após pedir a Deus, na véspera de completar um mês da morte de Théo - que faleceu no dia 27 de março em decorrência do surto de gastroenterite em uma creche particular em Vila Velha -, a mãe teve um sonho revelador (assista acima), que acalmou o seu coração.

Na última semana, quase dois meses depois da partida do filho, Katiucia e o marido, o empresário Agilberto Cypriano, abriram as portas de casa na Praia de Itaparica, em Vila Velha, para receber a reportagem do Gazeta Online. O encontro dá início a um novo projeto do portal, o Gazeta Entrevista, conduzido pela repórter Laila Magesk.

Ao lado do marido, Katiucia detalha o recado que recebeu nesse "reencontro", os últimos momentos no hospital, o que fez com os brinquedos de Théo e o contato que teve com a proprietária da creche. A empresária também mostra a tatuagem que fez em homenagem ao filho.

HOSPITAL E MUDANÇAS

Foram nove dias no hospital em meio à outra comemorativa: o aniversário de Agilberto Cypriano. Após a despedida, o casal tem vivido um dia de cada vez, sem deixar nada para depois. Eles viram como, em pouco tempo, a vida pode mudar. A casa estava em obras e pararam com a intenção de retornar assim que o filho saísse do hospital, mas isso não aconteceu. Agora, não perdem uma chance de agradecer e de se encontrar com as pessoas que amam, mesmo com a rotina corrida de trabalho.

A perda prematura e inesperada transformou a vida do casal e comoveu os moradores do Espírito Santo. Na ocasião, a mãe do Théo deu uma entrevista emocionante ao portal Gazeta Online e contou que não culpava a creche. Logo depois, virou inspiração para um texto muito compartilhado nas redes sociais "As lições da mãe do Théo".

Nosso choro hoje é saudade mesmo. Você chora de saudade de uma avó, de uma mãe, imagine de um filho que entope a sua rotina de coisas. Na hora do almoço aquela confusão para ir para a creche, aquela correria. Não tem mais essa rotina
Katiucia Cosine, mãe do Théo

Na conversa, Katiucia mostrou o quadro que ganhou do marido no Dia das Mães e o quarto do Théo. "Desmontei o pula-pula. O quarto continua sendo o quarto dele, mas com coisas desmontadas em cima da cama. Não está arrumadinho, mas os brinquedinhos dele estão lá". Segundo a mãe, o filho dormia no quarto do casal.

Para continuar de pé, os dois contam com o apoio de amigos, familiares e até desconhecidos. A fé e o trabalho também têm ajudado muito.