Notícia

Ciclista atropelada na Rodovia do Sol vai passar por cirurgia delicada

A empresária Marília Barboza, de 50 anos, foi atropelada enquanto pedalava com um grupo de ciclistas na Rodovia do Sol na manhã deste sábado (29)

Marília é líder em uma das categorias master feminino no Estado
Marília é líder em uma das categorias master feminino no Estado
Foto: Reprodução | Instagram

A ciclista que ficou gravemente ferida no acidente causado por um universitário na manhã deste sábado (29) na Rodovia do Sol, em Vila Velha, vai passar pela primeira cirurgia na tarde deste domingo (30). O procedimento delicado será realizado na mandíbula da empresária Marília Barboza, de 50 anos.

> Motorista que atropelou ciclistas na Rodovia do Sol paga fiança de R$ 10 mil

Ela teve várias fraturas com o acidente: na mandíbula — que quebrou em dois lugares, na costela, na clavícula esquerda e no braço direito. A mulher permanece internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Evangélico, em Vila Velha.

> Motorista e passageira são presos após atropelarem ciclistas em Vila Velha

De acordo com o filho de Marília, o universitário Matheus Barboza, de 19 anos, a mãe está lúcida e apresenta quadro estável apesar da gravidade do acidente. " O médico nos alertou de possíveis novos problemas, mas disse que, no momento, o quadro é otimista", detalhou.

Precisamos apenas de muita positividade e otimismo para que a recuperação dela seja um sucesso
Matheus Barboza, filho de Marília

A cirurgia realizada nesta tarde será a primeira e, de acordo com Matheus, cuja prioridade é a maior para os médicos. "Ela ficará no hospital por um bom tempo. Está com problemas em diversas partes do corpo e precisará de repouso definitivo".

Em conversa com a reportagem do Gazeta Online, Matheus informou que a mãe é líder estadual na categoria em que compete e gosta muito de praticar ciclismo com os amigos. Ela iria participar de uma competição em Goiás em breve, mas deve ficar de fora por causa do acidente.

Pelos ferimentos na sua mãe, você acredita que o impacto da batida foi muito forte?

O impacto foi inquestionavelmente muito forte. A gente sabe disso só de parar para ver o tanto que ela fraturou (clavícula esquerda, braço direito, costela, mandíbula, além da perfuração no pulmão). Ela tem um hematoma feio no braço e alguns arranhões nas pernas. No ombro também teve hematomas.

O que os médicos disseram no hospital?

Ela veio para cá e iria direto para o quarto (após ser transferida do Hospital São Lucas), mas o médico que avaliou ela pediu para que ela ficasse na UTI, ao menos 24 horas. Pelo visto, ela vai ter que fazer uma cirurgia também no braço (além do pulmão). Ela está estável, mas sente grandes dores. Ela não consegue falar muito bem, está bem fraca, mas os médicos não estão tratando como se fosse algo tão emergencial. O mais perigoso dentro da visão de todo mundo é em relação ao pulmão.

O que você acha do que aconteceu?

É claro que é uma imprudência sem tamanho, você fazer isso com uma pessoa que saiu de casa para fazer uma atividade que gosta com pessoas que gosta tanto, e simplesmente acaba com o dia dela e com o de outras pessoas que estavam felizes junto com ela, praticando uma atividade muito sadia.

Qual a posição da sua mãe no ranking do ciclismo do Estado?

Ela é líder no ranking estadual. No nacional ela competiria em Goiás, mas por causa desse acidente ela não deve competir mais.

Com informações de Kaique Dias

O ACIDENTE

Cinco ciclistas foram atropelados por um carro por volta das 6h20 da manhã deste sábado (29) quando seguiam com destino a Setiba, em Guarapari, pelo quilômetro 20 da Rodovia do Sol, próximo à entrada do bairro Retiro do Congo, em Vila Velha. O motorista, identificado como Rawlinson Carlos Soares, cozinheiro e estudante de Gastronomia, de 21 anos, apresentava sinais de embriaguez e foi preso. A amiga dele, a garçonete Daniela Lima dos Santos, 26, que também estava no veículo no momento do acidente, também foi presa.

Segundo a Polícia Civil, Rawlinson foi autuado em flagrante por lesão corporal culposa qualificada por embriaguez, na direção de veículo automotor. A conduzida Daniela Lima dos Santos foi autuada em flagrante como coautora pelo mesmo crime.

> Advogado analisa autuação de carona em caso de atropelamento de ciclistas

O motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro no local do acidente, segundo o sargento da Polícia Militar Ilson de Paula Oliveira, lotado no Posto da Barra do Jucu do Batalhão de Trânsito da PM. Da rodovia, Rawlinson foi encaminhado para a 2º Delegacia Regional, em Vila Velha.

Acidente aconteceu na manhã deste sábado (29), na Rodovia do Sol, em Vila Velha
Acidente aconteceu na manhã deste sábado (29), na Rodovia do Sol, em Vila Velha
Foto: Bernardo Coutinho

À Polícia Militar, a jovem e o rapaz contaram que trabalham em restaurantes localizados na orla de Vila Velha. O motorista é estudante universitário e também trabalha como cozinheiro. Já a moça é garçonete. Ambos trabalham em estabelecimentos diferentes, mas no entanto, segundo a PM, os dois eram conhecidos um do outro.

O motorista mora na Praia da Costa e ela em Guarapari. Após o expediente da noite anterior, o motorista levaria a colega em casa, em Guarapari. “Eles contaram que estavam seguindo pela faixa da direita quando a mulher percebeu que o carro estava indo para o acostamento na direção dos ciclistas. A mulher pegou o volante e virou o carro para a pista da esquerda. O motorista ficou assustado, pisou no freio e puxou o freio de mão. Desgovernado, o carro acabou atingindo os ciclistas”, explicou o sargento da PM.

O policial disse que o motorista não quis fazer o teste do bafômetro no local. “No entanto, atestamos que ele apresentava sinais de embriaguez como hálito etílico, estava disperso, com olhos avermelhados e ainda nos confirmou que bebeu cerveja”, disse.

VÍTIMAS

- Marília Barbosa, de 50 anos, empresária: ainda está internada;

- Helder Fraga, de 38 anos, vendedor: segundo amigos, recebeu alta;

- Josadak Santos, de 28 anos, policial militar: segundo amigos, recebeu alta;

- Miqueias Trevesani, de 30 anos, mecânico de bicicleta: segundo amigos, recebeu alta;

- Samuel Amaro, representante comercial (idade não informada): segundo amigos, recebeu alta.

QUEM ESTAVA NO CARRO

- Rawlinson Carlos Soares, de 21 anos, cozinheiro e estudante: era o motorista do carro que causou o acidente;

- Daniela Lima dos Santos, de 26 anos, garçonete: era carona e morava em Guarapari.

Ver comentários