Notícia

Mortes na BR 101: defesa de caminhoneiro acredita em falha mecânica

O advogado Hocilon Rios afirmou, ainda, que o caminhão vai ser pesado, avaliado e ficará comprovado que está tudo dentro das normas

Momento em que o motorista Rodrigo Girard deixa o DML em Vitória e retorna para a Delegacia de Delitos de Trânsito de Vitória
Momento em que o motorista Rodrigo Girard deixa o DML em Vitória e retorna para a Delegacia de Delitos de Trânsito de Vitória
Foto: Ricardo Medeiros | GZ

O advogado de defesa do motorista da carreta que provocou acidente com mortes na BR 101, na Serra, na última segunda-feira (10), afirmou em entrevista ao Gazeta Online nesta quarta-feira (12) que a defesa acredita em falha mecânica. Hocilon Rios afirmou, ainda, que o caminhão vai ser pesado, avaliado e ficará comprovado que está tudo dentro das normas.

VEJA VÍDEO

"Acreditamos sim que foi falha mecânica e isso ficará comprovado através da perícia que será realizada. O Rodrigo foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. Ainda não sabemos em qual artigo ele será indiciado. Ele não faz uso de nenhum tipo de droga, bebida alcoólica, nada. Por isso, pedimos para ele ser submetido a todos os exames", detalhou.

> Motorista de carreta que provocou acidente com mortes na BR 101 é preso

Questionado sobre as pílulas de rebite encontradas dentro da carreta de Rodrigo Girard, Hocilon afirmou que ele não fez uso no dia do acidente. 

Ele assume que a cartela é dele sim, mas ele não fez o uso. O Rodrigo fez exame de sangue e urina, não estava em alta velocidade, não ingeriu rebite, bebida alcoólica ou qualquer substância psicotrópica
Hocilon Rios, advogado

Hocilon foi perguntado pela reportagem por qual motivo que o condutor da carreta teria ido embora do local do acidente logo após a colisão, e o advogado informou que Rodrigo foi encaminhado ao Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, e lá agentes da Polícia Rodoviária Federal do Espírito Santo (PRF-ES) realizaram o teste de bafômetro, que deu negativo.

A partir disto, pediram que ele fosse encaminhado para uma delegacia de polícia para prestar esclarecimentos. Tentamos conversar com o delegado mas, devido o estado de saúde do Rodrigo, que também está machucado, combinamos de nos apresentar hoje
Hocilon Rios, advogado

"NÃO TEVE DOLO OU CULPA"

O advogado de defesa de Rodrigo disse que o cliente foi detido através de um mandado de prisão preventiva, e que ficando comprovado que não teve dolo ou culpa, o próprio advogado pode pedir a revogação da prisão.

> Família morta em acidente com carreta na BR 101 é sepultada em Viana

"Quando aconteceu o acidente, ele ficou preso ao caminhão, amarrado ao cinto de segurança. Pessoas o socorreram. Devido ao estado de emoção, ele acabou sendo conduzido porque passou mal. Foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento na Serra, o médico examinou e o encaminhou para um hospital de referência para realizar exames necessários", detalhou Hocilon.

"CAMINHÃO ESTÁ COMPLETAMENTE REGULAR"

Ainda segundo Hocilon Rios, o caminhão estava com a carga regular, dentro do peso e tudo estava aprovado, com todos os certificados. Por fim, ele disse que a notícia da prisão do cliente foi uma surpresa porque Rodrigo cumpriu todos os atos processuais. Questionado se o motorista do caminhão se emocionou no depoimento, Hocilon afirma.

"Sim, é claro. Como não se emocionar diante de três vidas que se foram? Quem é profissional do volante sabe como é se envolver em um acidente com mortes. Ele está muito abalado — não só ele como toda a empresa. Vamos tomar providências cabíveis para conseguir a soltura dele", finalizou.

> Mortes na BR 101: peso de pedra de granito estava dentro do permitido

MOMENTO DA PRISÃO

AS VÍTIMAS

Família morta em acidente voltava de viagem de férias. O filho mais velho sobreviveu
Família morta em acidente voltava de viagem de férias. O filho mais velho sobreviveu
Foto: Reprodução/Redes Sociais


No acidente morreram Ozineto Francisco Rodrigues, de 38 anos, Danielli Martins, de 34 anos, Lucca Martins Rodrigues, de 1 ano e 4 meses. A outra vítima, Gabriel Martins, de 11 anos, foi socorrida e encaminhada para o Hospital Infantil de Vitória, onde permanece internada em estado grave. A família voltava de uma viagem que fizeram ao Nordeste.

Os corpos foram velados na Igreja Assembleia de Deus Resgatai, em Viana. Já o sepultamento aconteceu no cemitério de Vila Bethânia, também no município, na tarde desta quarta-feira (12).

 

Ver comentários